sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

#82 | Um Novo Amor À Vista - Cláudio Quirino

Olá pessoal! Tudo bem com vocês? Leitores e blogueiros amigos sejam bem-vindo a mais uma maravilhosa (convencido) resenha. Desta vez foi um gênero estreia. Meu primeiro livro do gênero chick-lit, e com certeza, não será o último. Então vamos parar de enrolação, e vamos ao que interessa.





Número de páginas: 160 | Autora: Cláudio Quirino
Gênero: Chick-lit / Romance / Nacional
Editora: Amazon (Edição Kindle) | Ano: 2013 | 1ª Edição



Sinopse: 

Darla é uma típica mulher moderna brasileira – determinada, trabalha, pega condução, tem seus sonhos secretos e ainda está enquadrada na categoria consumidora compulsiva, mas só tem um probleminha: o seu pequeno salário não é suficiente para as suas grandes necessidades. Diariamente tentada pelas propagandas das grifes e incapaz de ignorá-las, ela sempre acaba indo ao encontro de inúmeras bolsas Gucci, burberrys, sapatos Prada, óculos Dolce & Gabbana e suas próprias extravagâncias. Para variar, o seu namorado de seis meses – Greg – acaba de sair de casa e abandoná-la. Disposta a controlar a sua solidão comprando (mesmo que, para isso, seu nome continue no vermelho), Darla vai, aos poucos, se envolvendo numa série de situações divertidas, otimistas e surpreendentes, capazes de arrancar risadas, à medida que seus pensamentos se decifram aos olhos do leitor. Um Novo Amor à Vista trata, em primeira mão, de cada um dos principais dilemas que afetam o universo feminino e trabalha a autoestima, com um tom cômico, sincero e espontâneo. Em seu primeiro romance chick-lit, Cláudio Quirino revela um mundo completamente familiar e entrega personagens marcantes, simpáticos e um primeiro livro planejado.


Resenha:






Antes de tudo, quero falar que este foi minha entrada para o mundo dos chick-lits. E digamos que eu entrei com o pé direito. Eu nunca havia lido nada do gênero e não sabia o que esperar. O autor veio a meu perfil do Facebook apresentando seu livro, e como eu gostei da capa e do que li na sinopse eu pedi parceria. E para a nossa alegria, ele topou. Ele me enviou o e-book, eu li – demorei um pouco, por causa das volta às aulas – e hoje venho aqui falar um pouco do livro para vocês. Já vou avisando que está resenha é bem leve, vou falar somente o que devo falar. Vou encher linguiça na opinião.

Darla é uma mulher bonita, daquelas que tem corpo, mas sempre pensa que está gorda. Ela gosta muito de gastar, com bolsas, sapatos, livros, e todo o resto que toda mulher adora. Ela é muito atrapalhada, esta é a característica que deixa o livro bem engraçado, todas as suas burrices me fizeram dar algumas risadinhas. Darla está vivendo um conflito, acabou de levar um pé na bunda, Gregório – pode me chamar de Greg – separou-se de Darla, e a deixou sozinha, com seus livros, roupas, sapatos e um leve sobrepeso. Vick e Cristina são amigas de Darla, e no começo do livro elas dão todo o ar engraçado que o livro tem. Darla está passando por um momento difícil, então Vick e Cristina tentam anima-la.


"Não é pecado sonhar. É o conforto para a alma. Só porque algumas pessoas acham que seus sonhos são supérfluos e inacreditavelmente fora da realidade, isso não significa que é impossível alcançá-los."


A história realmente começa depois da apresentação, que conhecemos Darla, Greg e os demais personagens. A história começa a ganhar vida, quando Darla é chamada pelo seu chefe (no escurinho do escritório, ui), e lógico que ela pensa que fez algo de errado, e provavelmente será demitida (Você está demitida – Justus, Roberto). Mas ela é surpreendida e foi eleita a melhor funcionária do seu trabalho, e ganha uma passagem e algumas regalias para ir a um dos estados do Brasil e ela escolhe, Florianópolis. O motivo de ir para Florianópolis eu não sei, mas ela vai mesmo assim.

É a partir da viagem dela até Florianópolis, que entramos na parte mais engraçada do livro. Ela é um turista, não conhece nada do estado, e fica completamente perdida, e como ela é tapada acaba fazendo uma amiga. Às vezes ser um pouco tapado, faz com que sejamos sociais (como eu sei disso). Está amiga é Bruna, ela é bem safadinha – acabou de conhecer Darla e já está levando ela para o clube das mulheres. Daqui eu não vou contar nada mais da história, até porque o livro é bem curto, e vocês só precisam entender o que acontece no começo. Mas posso adiantar uma coisa, Darla vai acabar conhecendo pessoas que a farão mais felizes do que Greg é daí que nasce o nome do livro. Um NOVO Amor À Vista. Fique curioso para saber quem é, (ou o que é?) este novo amor. Haha, aposto que você está coçando a cabeça neste momento.



Minha opinião:



Bem, eu comecei a ler o livro, e de cara percebi que a narrativa seria bem leve. Tive um pouco de medo de parecer boba, mas eu me enganei. Na verdade a narrativa está mais para um passa tempo. Quem tem tempo para ler, leria o livro em algumas horas, pois a narrativa é bem tranquila e bem explicada. Sobre a narrativa, eu não vi nenhum momento em que o autor deixou o livro faltar alguma coisa, ou ficar mal explicado. É um livro bom para ler no natal, pois o final tem um espirito bem natalino, mas claro que você não vai esperar até o final do ano para ler o livro, só porque ele se passa poucos dias antes do natal.

O nosso primeiro livro sempre nos marca, né? Como eu em Harry Potter, fiquei apaixonado pela história, personagens, etc... Um Novo Amor À Vista é meu primeiro livro do gênero chick-lit, eu fiquei bastante marcado pela história, personagens, Darla e suas trapalhadas. Já tem alguns dias que eu acabei de ler e ainda estou no mundo do livro, tentando imaginar o que acontecerá com Darla. Ainda bem que o autor, provavelmente escreverá uma continuação.

Eu adoro livros engraçados, e vi muita gente falando que o livro era muito engraçado, mas eu não achei tudo isso. Confesso que ri bastante, mas era um riso aqui e outro ali. Acho que as mulheres rirão e se identificarão com o livro, porque mulher entende mais o mundo feminino – lógico. Mas eu indico o livro também para os homens, serve para nós entendermos mais as mentes das mulheres, sermos mais pacientes com elas e para se divertir também.

Teve uma parte no livro que parecia que eu estava lendo um livro erótico, mas que nada, tudo deu errado, os personagens começaram a rir e tudo acabou em piada, acho que está parte foi a que mais me divertiu. O que também achei bem interessante no livro, foi que é um chick-lit escrito por um homem, é a primeira vez que eu vejo isso e por causa disso eu queria muito ler. Alias, fiquem ligados que farei uma entrevista com o autor e perguntarei o que o levou a escreveu um chick-lit. Ao autor: Por favor, não responda está pergunta nos comentários, se não acabará com a graça da entrevista (risos).

A descrição de cada personagem ficou muito boa e esclarecida, o autor envolveu-se muito bem com os personagens. A maioria dos quotes são engraçados, mas eu achei um quote maravilhoso, um dos mais lindo que eu já li (que está destacado de preto e branco acima), eu simplesmente amei este quote. Quando a edição do livro eu não posso falar nada, até porque é um e-book, e eu li em formato pdf (não, eu não baixei da internet, o autor me presenteou por sermos parceiros). O único ponto negativo do livro é simplesmente o fato de não ser mais longo, sinceramente, podia ser pelo menos umas trezentas páginas.
 

Nota:

Depois de cinco parágrafos de elogios, a nota não poderia ser outra.




Links:




Então pessoal, por hoje é só! Fiquem com Deus e até a próxima! Comentem, comentem e comentem!!!

Jonathan Freitas

12 comentários:

  1. AAAAAAAhhhh eu amei a resenha, estou necessitada desse livro. A resenha me deixou super hiper mega curiosa... Quero, quero, quero!!
    Adoro chick-lits, e marquei esse livro no skoob quando vc fez a parceria com o autor, e desde então eu aguardava essa resenha, e eu meio que já esperava que fosse um bom livro.
    Adorei!!!! Mas isso vc já sabe, o que vc não sabe é que eu realmente estava coçando a cabeça, vc por acaso é algum tipo de adivinho, bruxo ou ser mágico? #medo

    Bjinhos da Sil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estudo em Hogwarts. Adivinhação minha matéria preferida <3

      Excluir
  2. Oi Jonathan!
    Primeiro parabéns pela resenha!
    Segundo sou de Floripa e o livro já me intrigou! Eu goste de histórias leves e com bons personagens! Gostei muito!
    Vou colocar na minha listinha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Gosto do gênero exatamente por isso: uma leitura leve e ótima para relaxar. Não conhecia o livro, mas parece muito agradável de se ler e com uma história bem engraçada. Gostei do fato dela viajar para a Capital do meu estado. E se você gostou do gênero procure por Sophie Kinsella ela é mestra do gênero.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Jonathan,
    tudo bem?
    Simplesmente adorei e ri muito quando você disse: "Você está demitida – Justus, Roberto". Ele dá medo!!!! Voltando a história, você ultimamente tem apresentado excelentes opções de leitura. Achei o máximo ter sido escrito por um homem. E como assim: "vai conseguir entender a cabeça das mulheres"? Somos tão fáceis de ler, não precisa de nenhum manual (risos....)
    Eu já vi que essa viagem é a parte mais engraçada do livro e vai dar o que falar.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jon, tudo bom?

    Acho que eu também nunca li um chick-lit realmente, já li algumas coisa com características do gênero, mas só.
    Bom, o Cláudio é um cara gente boa, dá para perceber isso pelo seus relacionamentos com as pessoas nas redes sociais e ele também organiza algumas antologias - nas quais eu participo u_u (risos).

    Bom, causa um certo estranhamento um homem escrevendo nesse gênero que é dominado por escritoras, né, mas acho que é até mesmo por isso que o livro está fazendo tanto sucesso, porque é uma outra visão, um outro olhar sobre esse mundo tão feminino e interessante!

    Fiquei bem curioso com a resenha, já quero saber o que a Darla vai aprontar por Floripa, haha. =D
    Abraços.

    Ah, tem resenha nova no Uma dose de palavras, depois passa lá.

    Rogério Queiroz - Uma dose de palavras.
    http://uma-dose-de-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii tudo bem?
    Bom eu também estou lendo o meu primeiro Chick-lit e estou adorando, realmente esse gênero me conquistou
    Mas olha, um homem escrever um chick-lit foi para me surpreender O_O
    Já vou deixar anotado aqui para eu ler depois, com certeza vou gostar (:
    Consegui imaginar as loucuras da Darla kkk

    Beijos!
    http://lendocomaolly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. É, tirei minha duvida que comentei no post anterior. É um livro bem leve, para passar o tempo e dá umas boas gargalhadas. Depois vou passar no amazon e bizoiar mais.
    Adorei a resenha :)
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Você me enviou seu link no skoob, gostei do seu blog
    Parabéns, é muito bom ter referências de livros.
    Se quiser e puder visite meu blog (fala de tudo)
    http://princesasonhadora.zip.net

    ResponderExcluir