terça-feira, 7 de janeiro de 2014

#77 | O Oceano no Fim do Caminho - Neil Gaiman

Olá blogueiros e leitores, tudo bem com vocês? Estou aqui na minha segunda resenha do ano, para falar sobre "O Oceano no Fim do Caminho" do Neil Gaiman. Aliás foi minha primeira leitura de Gaiman, e não será a última. O livro é muito curto, então não estranhe se a resenha for igualmente curta.



Sinopse: Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.



Número de páginas: 208 | Autor: Neil Gaiman
Gênero: Fantasia / Drama / Romance | Editora: Intrínseca | 
Ano: 2013 | Tradutor: Renata Pettengill | 1ª Edição 
Original: The ocean at the end of the lane


Resenha: 

Eu li este livro muito rápido, mas não porque pulei os detalhes ou porque fiquei lendo o dia todo. O motivo é que a narrativa é muito rápida e muito leve, os detalhes não são densos e nem profundos. Eu achei que estava lendo um conto de trinta páginas. Este livro é um verdadeiro passa tempo, que pretendo passar meu tempo o lendo muitas mais vezes.

O personagem principal acaba de sair de um velório, eu não me lembro ou o autor não citou, quem havia morrido. Em vez dele se dirigir até a sua casa, ele vai para casa que vivia antigamente a mais ou menos quarenta anos atrás. Eu não me lembro se havia alguém morando na casa que foi dos seus pais. Depois de ter visto sua casa ele vai no fim do caminho, em direção a fazenda das Senhoras Hempstock. Uma coisa que vale ressaltar é de que o protagonista não é identificado por um nome, então na resenha vou chama-lo  de "ele" ou "personagem principal".

As três Hempstock, não são pessoas comuns, rola toda uma mitologia e fantasia ao redor delas. Agora já um homem de meia idade ele volta para a fazenda, para se lembrar de sua infância ao lado de Lettie Hempstock e seu laginho, ou melhor, seu oceano no fim do caminho.

O garoto quando era criança, gostava de brincar, se divertir, mas principalmente ele gostava de uma coisa que todos nós gostamos, ler. Ele gostava muito de ler - ou seja, qualquer leitor vai se identificar com o personagem principal - ele se refugia nos livros quando está se sentido só, triste e angustiado. Não são todos os leitores, mas muitos procuram nos livros, um amigo sincero com que podem contar, e acham.



Ele e sua família, estão passando por um momento difícil em relação ao dinheiro. Seus pais, para fugir das dívidas, alugam o quarto de cima para estranhos, desta vez o estranho é um minerador de opalas. Este mesmo minerador atropela o gato do personagem-principal-sem-nome. E o mais inusitado é que ele devolve o gato que matou, evidente que não foi o mesmo gato. (Spoiler não muito grande) Um belo dia - nem tanto - o minerador pega o carro desta família e se mata, perto da pequena fazenda das Hempstock. (Fim do Spoiler). Isso leva o garoto a conhecer as Hempstock, quando seu pai pergunta se elas podiam tomar conta do filho dele, para ele resolver aquela situação.

Depois da morte do minerador de opalas, seus pais contratam uma nova governanta, Ursula Monkton. Logo no primeiro dia ela se mostra um monstro. O garoto percebe que alguma coisa está errada, e como Lettie Hempstock havia contado coisas a ele, ele vi para a fazenda pedir socorro. Ursula não pode ser uma pessoa normal. Será que as Hempstock podem ajuda-lo? O que é o oceano? Quem são as Hempstock? Quem é o que é Ursula Monkton? Mistérios que você só saberá lendo o livro.

Minha Opinião: 

O que eu achei do livro? Perfeito! Um pouco confuso eu admito, mas sem tirar a genialidade de cada palavra escrita por Neil Gaiman. Um verdadeiro passa tempo, a hora vira atleta e você nem percebe ela passando. Cheio de mistérios e fantasia, um livro para ser lido e relido por todos. Eu não esperava isso tudo deste livro, vi várias resenhas dele, todas positivas, mas não sabia que ia me envolver tanto com a história. É uma história linda, leve e confusa. Que precisa e deve ser lida e relida.

Edição: 

Tem mais o que falar da Editora Intrínseca? Sempre perfeita, capa, diagramação, espaçamento, papel. Não encontrei nenhum erro de revisão, a tradução eu não posso falar, porque não sei inglês e nem li o livro em inglês. Trabalho bem feito.

Nota:



Então é isso pessoal, eu pretendo reler este livro, porque muita coisa ficou escondida e um pouco confusa. Blogueiros deixem seus links e assim que eu puder, retribuirei os comentários. Deixem suas opiniões sobre o livro, e sobre a resenha. Abraços e até a próxima!

Jonathan Freitas

30 comentários:

  1. O livro parece fantástico, fiquei curiosa para saber o porque do titulo. Vou ter que ler... O personagem mesmo não tendo nome e ser meio confuso, me parece ter características que cativam o leitor, otíma resenha.
    Beijos ♡ ♡
    @oixtata
    http://sendomeigacomoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Thais pelo seu comentário. O livro é muito bom, recomendo à todos!

      Excluir
  2. Oi Jonathan! Estava super ansiosa para ler sua resenha e gostei muito!
    Impossível um leitor não ser cativado pelo menino né? Me apaixonei por ele com seu amor pelos livros!

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, ele é muito sincero e inocente. Eu amei a ideia do autor o coloca como leitor, poucas crianças de sete anos são leitoras.

      Excluir
  3. Oi Jonathan! Eu realmente estou super interessada nesse livro.. A história realmente parece envolver, e adoro esse tipo de livro com leitura leve, que você lê um monte e nem percebe.
    Acredita que eu gosto de livros confusos ? Acho que fazem você pensar mais e dar a sua própria interpretação, que pode mudar a cada releitura. Fiquei mais interessada ainda, parabéns pela resenha.
    Adorei o blog e estou seguindo.

    depoisdeumlivro.blogspot.com
    espero a sua visita (:

    ResponderExcluir
  4. Poxa, fiquei com vontade de ler o livro. Pela resenha, ele é muito bom. Fiquei curiosíssima aqui para saber mais sobre o livro, gosto de livros assim, uma leitura rápida, com muitos mistérios e um pouco de terror. Gostei bastante da resenha.

    Beijoos!

    ResponderExcluir
  5. Ótima resenha, Jonathan! "O Oceano no Fim do Caminho" é um livro marcante! Beijos :D

    www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
  6. Genialidade é uma palavra que eu já vi várias pessoas usarem para se referir ao autor. E eu aqui, sem nunca ter lido nada dele... hehe... Fiquei um pouco receosa pelo fato das coisas terem ficado meio confusas mesmo após o término da leitura, mas o fato de você estar super disposto a reler fala muito a favor do livro.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neil, sobrenome gênio. Eu quero reler este, e ler todos os outros livros dele.

      Excluir
  7. Olá, realmente a historia é meio confusa pelo que li de sua resenha. Mas fiquei presa querendo saber mais, principalmente
    do minerador, que coisa louca. Esse é mais um livro que quero ler, só falta é compra-lo. Gostei de você citar algumas partes do livro como "Quem é o que é Ursula Monkton?" hahaha, fiquei curiosa. A capa é linda,

    bjs

    http://www.loveebookss.com.br/2014

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro fazer suspense sobre um livro e deixar vocês curiosos =)

      Excluir
  8. Oi Jonathan!

    Até agora não tinha dado muita atenção para esse livro, mas esse comentário seu me fez mudar de ideia: ''O garoto quando era criança, gostava de brincar, se divertir, mas principalmente ele gostava de uma coisa que todos nós gostamos, ler. Ele gostava muito de ler - ou seja, qualquer leitor vai se identificar com o personagem principal - ele se refugia nos livros quando está se sentido só, triste e angustiado. Não são todos os leitores, mas muitos procuram nos livros, um amigo sincero com que podem contar, e acham.''

    Gostei da premissa e da sua opinião! Gostei também de a leitura ser rápida!
    Beijos e obrigada pela dica!
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te fiz mudar de ideia, o livro é lindo e se você ler irá adorar. :)

      Excluir
  9. Hello!!!!
    Menino acredita que eu imaginei uma história totalmente diferente sobre esse livro talvez pela capa rsrsrs, mas pode ser também que só lendo para descobrir se o enredo tem alguma coisa a ver com o que a capa retrata. Mas sinceramente não sei se ainda quero ler o livro, acho que me senti meio frustrada... mas ainda vou deixar na minha listinha, quem sabe eu mude de ideia. Eu gosto de suas resenhas porque vejo uma absoluta sinceridade nelas... quando você diz que gosta as palavras vão fluindo e contagiando a gente, acho que é por isso que não desisti completamente e também porque tem drama e eu adoro um... a parte de ser confuso... bom isso me deixa também em uma interrogação interna de que será que eu vou gostar mesmo? Mas enfim.. Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que a capa tem tudo haver com a história, mas contar pra quem ainda não leu seria um baita spoiler.

      Excluir
  10. Olá!
    Eu tenho esse livro aqui, mas ainda não tive a oportunidade de ler, mas agora fiquei confusa com a sua opinião.Ele é um pouco confuso mas perfeito? Como assim? É confuso ou perfeito?
    Você me deixou em dúvida aqui e tem uns pontos que você ficou em dúvida, então irei esperar você reler e vir com a outra resenha.
    Beijinhos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michelle, um livro ser confuso, não tira a perfeição do mesmo, então eu digo que ele é os dois, primeiro confuso, depois perfeito!

      Excluir
  11. Acho que tu tem a mesma técnica que eu, pular as partes que tão enrolando e ir direto para a narrativa. Acho que entendi o que tu quis dizer com confuso, pois a trama que ele cria é difícil de se entender à primeira vista. Mas que com o decorrer da leitura, você passa a entender o real sentido do livro e do que ele nos traz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu só vou entender o real sentido do livro quando eu reler, mas eu capitei o que ele nos traz.

      Excluir
  12. Oi Jonathan,
    tudo bem?
    Como você, eu também já tinha lido outras resenhas positivas sobre esse livro. Adoro mistérios e esses envolvendo "as três mulheres que moravam no fim do caminho e o tal do lugar onde ele viu seu primeiro oceano", me surpreenderam pela originalidade. Sem falar que não nomear o protagonista não é nada comum. independentemente do enredo, o autor já me conquistou por ai.
    Uma pena apenas ser um pouco confuso, mas se isso não estragou a história, continuo interessada por aqui.
    Beijinhos.
    cila- leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o livro é confuso, não deixe de ler o mesmo por isso.

      Excluir
  13. Aí está um livro que não pretendo ler.
    Li alguns contos do Neil Gaiman e nenhum me agradou. Não é o tipo de texto que me atraí, e a história não chamou minha atenção. Quem sabe no futuro eu leia, mas por agora, acho que não.
    Mas fico feliz que tenha gostado. Beijos e boas leituras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, que pena. Mas cada um tem seu gosto literário, e eu respeito isso.

      Excluir
  14. Olá Jonathan

    Eu não lí nenhum livro do Gaiman. Achei a narrativa deste muito interessante, mas mesmo vc dizendo que foi um pouco confuso. Muito incomum um livro com um personagem principal sem nome.

    Bjos
    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achei incomum, tipo quando acabei de ler o livro, me perguntei "quero ver na hora de resenhar, como eu vou me virar para explicar que o protagonista não tem nome". Aí saiu isso, personagem-principal-sem-nome hahahahaha.

      Excluir
  15. Confesso que este livro me chamou pouca atenção até agora. Mas depois da sua resenha, fiquei interessada pela leitura.

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie, ainda não consegui ler nenhuma obra do Neil Gaiman, mas pretendo fazer assim que tiver com tempo livre das leituras da universidade. (Final de graduação, não tá facil! rs) Muito bom, fiquei instigada!Você compra seus livros em livraria física ou virtual?

    ResponderExcluir