sábado, 15 de junho de 2013

#32 | Um criador de Histórias - Vanraz

Olá pessoal, eu trago aqui a resenha do livro de um dos autores parceiros (mais informações aí em baixo) do blog, e ele foi muito simpático conosco. Ele é um super-autor =D


Sinopse:

Um Criador de Histórias revela a angústia do narrador, Israel, um solitário ancião que vive inconformado com a brevidade da vida e com o desgaste do seu corpo, que já não obedece a sua mente inquieta, criadora e incansável. 

Orgulhoso por acreditar que só conta histórias verídicas, ele é visitado por um estranho contador de histórias que o faz pensar sobre a incapacidade e a desnecessidade humanas de se alcançar a verdade dos fatos. 

Convencido sobre a capacidade que qualquer história tem de apenas ser verossímil, Israel desfaz sua intransigente mania de perseguir a verdade e mergulha nas emoções de uma história contada pelo visitante que muda para sempre a sua vida. 

Essa história gira em torno de um romance entre duas pessoas que se conhecem através dos sonhos. Uma delas, Rêyon, acreditando que seus sonhos são, na verdade, uma vida paralela à realidade em que vive, resolve procurar pela onírica amada. 

Em sua busca ele vive aventuras que levam o leitor a associá-las ao cotidiano. Traz críticas ao estilo da sociedade, destacando como pontos negativos, entre outros, a busca dos indivíduos pelo poder como um fim em si mesmo, o preconceito racial e o fato de se incutir nas pessoas, através do temor e da reverência exacerbada, a figura de uma divindade tão apegada às coisas materiais quanto o próprio ser que a criou. 

Com uma linguagem simples, procurando a cumplicidade do leitor, o narrador provoca bastantes reflexões sobre a vida.

Resenha:

Um livro fácil de ser lido pela sua cumplicidade entre o narrador e o leitor. Narrativa leve, sem detalhes absurdamente grandes, um livro para passar o tempo rindo das partes engraçadas, olha que são muitas. Chorar nas partes tristes, isso é o que não falta. E parar, para pensar e meditar nas reflexões que o livro trás para o nós.

Israel é um idoso solitário e cheio de saudades, como o próprio Israel diz que a rotina dele é saudade. Ele adora contar histórias, e ele faz questão de dizer que são todas verídicas, mas tem um porem, nem todas as histórias que ele conta são totalmente acreditáveis. Duvidas e pessoas que não creem que as histórias de Israel são verídicas, fizeram com que ele ficasse conhecido como “Um criador de histórias” “O inventor de causos” e Rael: “O mentiroso”.

“Ao se pôr, o sol deixa as escuras as partes que iluminou.”

Israel tem que suportar esses apelidos e infâmias contra as suas histórias. Até que quando ele está com seu amigo João, com um barco ancorado em Santa Maria da Boa Vista no interior de Pernambuco, situada a margens do rio São Francisco também conhecido como “velho Chico”. Um homem aparentemente normal chega perdido, perguntando como ele poderia conseguir um barco, e os amigos Israel e João toparam em dar uma carona para ele.

Durante a viagem logicamente qualquer um perguntaria de onde seu hospede vem, quem ele é, etc... É essa parte que a história fica boa. O estranho de nome Moya também é Um contador de histórias, isso alegra Israel que quer rapidamente ouvir todas as histórias de Moya. Segundo Israel, naquelas noites que passou com Moya dentro do barco, ele ouviu a história mas bonita de toda a sua vida.

É aí que entra a história de Reyon a qual não me aprofundarei, porque quero deixar um gostinho de: Eu preciso ler, agora.

Só posso afirmar que é uma linda história de romance e um pouco de guerra e uma pitada de emoção. (Essa pitada não é bem uma pitada, é um saco de 100 quilos) Você vai rir, vai querer matar os personagens, por causa das suas atitudes, vai chorar e ainda vai reclamar que o livro só tem 269 páginas.

A capa é perfeita, a diagramação está dentro dos padrões as letras não estão tortas nem apagadas. É pura perfeição...

Eu cheguei a conclusão que o autor quis passar uma lição aos jovens, de vida. A história pode não ser verídica, mas é uma experiência de vida que faz qualquer um refletir sobre a própria vida, Muitas vezes eu me identifiquei com o protagonista, é realmente uma linda história.

Pontos Negativos: Eu não sei se sou eu que tenho problemas com guerras, mas quando entra a guerra o livro fica um pouco confuso, mas não é uma coisa que atrapalha a leitura.

Informações da Edição:

Titulo: Um criador de histórias.
Páginas: 269.
Edição: 1°.
Acabamento: Brochura.
Editora: ScorTecci
Ano: 2012
Gênero: Ficção

Nota:



O autor:



Vanraz, nome literário de Ivan Barbosa de Melo Ferraz. Um criador de histórias é seu primeiro livro publicado.

Contatos com ele:

Facebook: Vanraz
Livro no skoob: Um criador de Histórias

Um pouco do que ele fala sobre a criação do livro:

Foram anos de dedicação e esforço para aprender e apreender essa maravilhosa língua portuguesa. Se consegui, não sei. Mas foi depois de outros tantos anos que compus essa obra conforme ouvi relatos do próprio narrador. No silêncio do meu quarto azul, iniciei as primeiras frases. Na verdade são paráfrases dos contos de Israel Bento. Nas batalhas dessa minha jornada terminei cada capítulo. Todas as minhas mais sinceras emoções estão contidas nas páginas de "Um Criador de Histórias". Se vale a pena ler, também não sei. Depois de ler inúmeras vezes esse livro perdi a característica mais importante para este momento: o senso crítico. Descobri que sou incapaz de fazer uma análise crítica sobre meu próprio trabalho. Por fim, peço que vocês me ajudem nessa tarefa árdua.

Onde comprar o livro?

O livro está disponível na amazon, em edição digital, apenas R$ 2,00, corre para comprar.


Então gente, foi isso. Quero agradecer ao autor Vanraz pelo exemplar cedido ao blog, muito obrigado!!! Não deixem de comentar o que vocês acharam...

Por Jonathan: Freitas.

19 comentários:

  1. Não conhecia o livro. Parece ser muito bom! Sua resenha ficou ótima, parabéns! (:
    Beijocas,
    Cindy, Livros e Piratas. Visite o blog!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, bem interessante!!

    Procurarei saber mais a respeito do autor e da obra!

    Adriano G.
    http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Estava passando pelo blog Livros e Piratas e vi seu blog então resolvi visitar.
    Muito interessante a resenha e o livro, eu não conhecia. :)
    As vezes a gente foca muito nas literaturas internacionais e esquece que aqui também temos ótimos autores. (tô falando por mim) kkk vou seguir seu blog, gostei do conteúdo.

    Visita?

    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que lembrar do Brasil né?

      Visitarei seu blog sim :D

      Excluir
  4. A mulher dele veio aqui em casa deixar esse livro!
    Tô super afim de lê-lo! <3

    ResponderExcluir
  5. Oie! O livro parece muuito legal :D
    Obrigada pela visita, volte sempre!

    http://osnarnianos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é legal, é apaixonante. Eu diria, um dos melhores do ano.

      Excluir
  6. Olá, tudo bem ?
    Vi que você passou mais cedo para fazer uma visitinha em meu blog e vim aqui te chamar para ver uma outra no meu (risos)

    Mas antes, gostaria de dizer que achei legal sua resenha sobre o livro, mas sinceramente nao faz muito meu genero, pois eu não pegaria para ler. Eu gosto mais de Romances e Aventura.
    Esse já é algo mais sério pra mim...seilá...Não me identifiquei. É a unica coisa que posso te dizer. Mas sua resenha tá muito bem explicada e muito objetiva. Parabens viu ?!

    Ahhh se puder, segue meu blog e curte a fanpage
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é uma pena que você não leria, mas cada um com seu gosto né :)

      Já estou seguindo seu blog,, vou curtir a Fanpage...

      Excluir
  7. Jonathan,
    Como todos já sabem, os autores não conseguem sobreviver com ganhos de suas obras. Todos têm uma outra atividade. Lendo sua resenha, digo com toda honestidade do meu coração: um autor sobrevive sem dinheiro, mas não sobrevive sem o carinho das palavras do leitor. Seus comentários me dão energia vital e literária para continuar sonhando e levando vocês comigo para o divertido mundo da imaginação. Muito obrigado, amigos.
    Vanraz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer construir uma amizade com você, espero uma continuação para "Um criador de histórias". Ou outra história linda :D

      Excluir
  8. Li esse livro e adorei. Naquela parte da guerra eu li duas vezes para entender. Jonathan sua resenha está perfeita. Seu blog é mais perfeito ainda, cara. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, eu também preciso reler a parte da guerra. :)

      Excluir
  9. Oi, Jonathan! :)
    Eu não conhecia esse livro não, mas sua resenha ficou muito boa, viu... chega fiquei curiosa em relação ao livro.
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Jonathan, Obrigada!!! Sua resenha é maravilhosa. Eu li o livro e achei que você iria adorar. Rsrsrsrsrsrsr. Eu amei!!! bjs
    Carla

    ResponderExcluir