sexta-feira, 26 de abril de 2013

#23 | Nabetse e os Guardiões da Justiça


Número de páginas: 292 | Autora: Nina Oliver
Editora: Dracaena | Ano: 2012 | Gênero: Fantasia/Aventura | 1ª Edição

- Sinopse -
Com um abrir de olhos e a visão de uma manhã estrelada, recomeça a vida de Nabetse, um menino refugiado de 13 eras que retorna para seu lugar de origem: o Território, lugar residente no aglomerado estelar de Arqueiro, bem no centro da Via Láctea. Filho do relacionamento entre um sábio e uma estrela, nasceu com a essência indefinida, a irisinter, e, portanto, nesse regresso ao Território, precisará decidir entre a natureza do pai e a natureza da mãe, sendo essa escolha importante na garantia da segurança de todos. Para tanto contará com o suporte do compreensivo Guardião da Justiça Otrebor, com a vigilância do mal-humorado Guardião da Justiça Rotciv, com os quitutes da Ajudante Enila, com a maestria infantil de Onalos, com o pulsar infinito das estrelas e com os doces de um homem que a tudo sabe. Nem tudo será agradável. Nem todos serão amigos. As Oliveiras estão com suas seivas em alerta. O Velho Sábio está em exílio. O passado será decisivo, o presente, desconhecido, e o futuro uma escolha personalíssima que apenas Nabetse poderá enfrentar.

***


Nabetse e os Guardiões da Justiça é o primeiro livro de fantasia da autora paraense Nina Oliver, aqui Nina narra do inicio ao fim a vida de Nabetse, filho de uma estrela e um sábio humano. O menino retorna para o Território, lugar residente no aglomerado estelar de Arqueiro bem no centro da Via Láctea por motivos de... ah! Tem que ler para saber.
         A história é contada em terceira pessoa, voltado para todos os públicos o enredo se mostra encantador e novo. Confesso que nunca vi uma fantasia do modo como essa é contada.
         Como se trata de uma fantasia é óbvio que o autor precisa esclarecer muito bem os fatos, uma fantasia sempre deve ser descritiva, já que estamos sendo introduzidos a algo novo e diferente da nossa realidade. No livro a autora consegue explicar todos os pontos sem deixar o leitor confuso. As áreas abrangidas são principalmente o retorno de Nabetse para o Território, o que mudou e o que ele precisa aprender para viver neste local, vale salientar que ele está vivendo em uma das muitas ilhas do lugar, Aifos.


       “Não há nada mais assustador do que uma voz que atormenta sem um rosto para reconhecer.” 
Página 24.

         Os personagens em si são muito cativantes, depois de terminar o livro me lembro de ficar triste já que eu tinha me apegado a todos eles. Do carisma ao ódio Nina delimita os personagens salientando seus pontos fortes e fracos. Há vários diferentes como estrelas, oliveiras, guardiões da justiça, conselheiros, sogimini e outros.
         Não só personagens são novos, mas também novos termos. Irisinter, Critterium, pulso/pulsar, consomanttum, bonattis... Entre outros.
         Esses termos e novas classificações de personagens só deixam o texto mais criativo e diferente.
        
         “Dentro de um medroso há sempre um corajoso.” Página 56.
        
         O que eu achei.
         Mágico! Encantador e fantástico.
         Esse livro me trouxe sensações ótimas, de alegria de tristeza e amor. Os personagens são lindos, a narrativa é gostosa de ler e a cada final de capítulo tinha aquele gostinho de quero mais.
         A edição de Nabetse é muito linda também, a capa é bonita as folhas são muito gostosas de tocar, são bem macias. As letras não são apagadas e bem vivas, o único defeito é o material da capa que deixa a mão um pouco suada.
         Não encontrei nenhum erro de edição, apenas senti falta de mais descrições em alguns capítulos.
         Todos os personagens têm um segredo, o que te faz querer ler, ler, ler e descobrir o que eles escondem. Não gostei muito do personagem principal, o nosso querido Nabetse é questionador e dorminhoco, durante todo o livro ele repete os “porquês”. Não o culpo, aliás, ele esta em um mundo novo. Porém não fui com a cara dele.
         Conclusão. Nabetse e os Guardiões da Justiça é um livro cheio de fantasia, mistério, segredos e coisas novas. Não tem um fim, já que foi feito para ser uma série de nome “O sábio, a estrela e o Nada”, este é apenas o livro um, o próximo esta em processo de criação e sem editora definida infelizmente.
         O livro ocupou minha semana e a tornou mais feliz, por isso ele recebe 5 estrelinhas e um pulso bem forte. ♥  

P.S: A autora usou um modo diferente de dar nome aos seus personagens, que tal você descobrir que modo é esse? Volte a sinopse e a leia até encontrar! Comente o que você achou.


                                
         

10 comentários:

  1. Curti muito o livro Vinicius, adicionei ao minha lista de vou ler!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha, e fiquei bem curiosa para ler o livro!

    Livro de Capa Dura

    ResponderExcluir
  3. Bem, eu não conhecia esse livro, mas depois da sua resenha minha curiosidade se aguçou...
    Pretendo lê-lo.
    Gostei do blog *Seguindo*
    Passa lá no meu e me segue de volta.

    -Palavras Tóxicas-

    http://palavrastoxicas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro,
    mas a estória me pareceu bem interessante..
    Não muito chegada no gênero. Mas vou anotar aqui, para
    quem sabe um dia eu o ler.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é bem diferente, a autora agradece :)

      Excluir
  5. poxa, que legal um nacional aqui *-*
    parabéns pela resenha e achei muito criativo a forma que a autora fez com os nomes dos personagens IUAHEIUAHEIA

    Beijos, Nathália

    Resenha A Elite no blog Livroterapias

    ResponderExcluir